sexta-feira, 29 de julho de 2016

Comentário - Dimas o bom ladrão de Laicon Christian

Olá românticos e romancistas, neste post irei falar do livro que causa interesses e controvérsia no universo literário.



Autor: Laicon Christian
Ano:2015
Páginas: 460
Acompanhamento: Chás e biscoitos de nata

   Então, alguém aí se lembra do Dimas (o bom ladrão) ao lado esquerdo de Jesus na cruz? Pouco se foi falado diretamente sobre ele, mas sabemos que ele entrou no céu por reconhecer os seus erros e pedir perdão. O quão grande é o amor de Cristo. Se engana aquele que pensa que essa obra é voltada somente para questões religiosas, se enganou. O livro Dimas - o bom ladrão, do escritor Laicon Christian retrata toda a (suposta) vida  de Dimas em sua peregrinação por Médio Oriente e também por sua luta interna e convicções cristãs. 
   O mundo foi criado em guerra e, em guerra sempre viveremos. Batalhas de conquistas territoriais e religiosas sempre estarão em nossas vidas, o que o livro traz tem muito haver com a nossa realidade hoje. 
   É um romance interessante, eu gostei muito de ler a história com outros olhos. Sob outra perspectiva.

   “Farik, nem tudo que observas é digno de seu julgo imperfeito. Os olhos nos abandonam na hora em que mais precisamos enxergar. Mas para que eles não te traiam, pelo menos escute o que tenho que te dizer.” ... Sim, somos ladrões, mas ladrões de bom coração, que rouba dos ricos para dar aos pobres. Chamam-nos de muitas coisas: demônios, infelizes, desgraçados. Os ricos e poderosos espumam de ódio a cada feito nosso realizado contra a tirania deles." (Dimas-o bom ladrão, pg. 18)

   Assim, como Dimas, cometemos erros, equívocos constantes, mas ao mesmo tempo em que erramos, também fazemos coisas boas. 

   “Zazuj me ensinou uma vez junto com as outras crianças que nós vivemos muitas vidas em uma só e que é de nossa responsabilidade deixar as coisas vãs e ruins para trás e recomeçar a escrever o pergaminho da vida, sem esquecê-las, pois delas que tiramos as experiências necessárias para continuar vivendo. (Dimas - o bom ladrão, pg 22)

 "Delas que tiramos as experiências necessárias para continuar vivendo", que fique essa frase para a nossa reflexão, o que estamos fazendo de nossas vidas? 

   Então é isso, parabéns ao escritor, desejo que ele continue desenvolvendo tão bem os seus escritos, e que Deus lhe presentei com muitas inspirações, saúde e criatividade. 

Assista do bate-papo onde o autor fala sobre o livro Dimas.


Amor e Luz






terça-feira, 26 de julho de 2016

Novidades!!!

Olá depois de algum tempo longe, volto com novidades!!

1ª Aconteceu no ultimo dia 16/07/2016 a minha posse na ALUBRA em Campinas.

2ª Tem bate-papo novo no vlog com a escritora Carolina Utinguassú Flores.



3ª Bate-papo com Gérson Prado.

4ª Homenagem ao dia do escritor 25/07/16.

video

Amor e Luz.



terça-feira, 19 de julho de 2016

Comentário novela Velho Chico

Senhor, fazei-me instrumento de vossa paz.


Me desculpe os outros, mas vejo uma grande sensibilidade e densidade no enredo da novela Velho Chico. Apesar dos pesares, a novela traz questões pertinentes para a sobrevivência da humanidade. O personagem Miguel é tão intenso, tão vivo, que as vezes paro de fazer o que estou fazendo, para me concentrar e refletir sobre as suas falas. Desculpe-me os puritanos, mas a trama está recheada de belas canções que servem de complemento as cenas de atritos familiares, conflitos de existências e aceitação do outro pelos seus erros cometidos – infelizmente somos humanos e podemos errar e nos recompor, sempre.

A vontade de ressuscitar o Rio São Francisco, o coração do Brasil, assim com a Amazônia é o pulmão, me remete ao sentimento de perda de um filho. Se a natureza morrer, morreremos todos, assim será quando o sol para de existir, e o quê fazemos para ser diferente? Nada! A vontade de fazer diferente, acreditar que tudo pode ser diferente, está também bastante visível na trama.

Consciência para o que é verde, para o que respira. Se falta o respeito entre os humanos, quem poderá dizer que não falta entre os homens e a natureza que o faz viver, lhe dar de comer e de beber.
É meu povo, acredito que se deixarmos de sermos egoístas, cegos de “queres”, podemos contribuir muito mais. Cada papel que é gasto em meus livros, se eu tivesse a força de vontade em plantar uma árvore para repor a natureza, penso que eu estaria prolongando por muito mais tempo a existência do homem na Terra. E se, os meus caros colegas de classe o fizessem, nossa, teríamos uma outra floresta viva entre nós.

A consciência do “ser”, do “estar”, do “fazer”, está em nós mesmo, dentro de nós. Infelizmente a minha geração não nasceu para cuidar, e sim, para destruir aquilo que é bom. Espero que essas novas gerações “cristais”, “indico” tenham mais capacidade, racionalidade, não só de cuidar da natureza, como também dos bichos. Prestem atenção na mensagem subliminar, nas entrelinhas das falas, das ações que vocês verão que a novela Velho Chico, tem muito mais a dizer.

E para terminar:

Senhor, fazei-me instrumento de vossa paz.
Onde houver ódio, que eu leve o amor;
Onde houver ofensa, que eu leve o perdão;
Onde houver discórdia, que eu leve a união;
Onde houver dúvida, que eu leve a fé;
Onde houver erro, que eu leve a verdade;
Onde houver desespero, que eu leve a esperança;
Onde houver tristeza, que eu leve a alegria;
Onde houver trevas, que eu leve a luz.

Ó Mestre, Fazei que eu procure mais
Consolar, que ser consolado;
compreender, que ser compreendido;
amar, que ser amado.
Pois é dando que se recebe,
é perdoando que se é perdoado,
e é morrendo que se vive para a vida eterna.


- São Francisco de Assis

Amor e Luz

Existe versão mais bela do que essa?

domingo, 10 de julho de 2016

Comentário -O Despertar dos Sentidos - S. Santos

Então, hoje resolvi por os comentário do blog em dia, depois de algum tempo afastada, mesmo não criando nada na infinita Procrastinação

Enfim, acabei de falar do "Eu estive aqui" de Gayle, agora vou falar de uma obra tão boa quanto da autora S. Santos  "O Despertar dos Sentidos" - que achei que fosse homem quando me procurou no inbox para betar a sua obra, depois de algumas conversas percebi que não é, e acredito que seja mulher kkkk- que desenvolve a trama muito bem, pois no final me deixou putamente indignada com o rumo de um dos personagens. Ela sabe que reclamei o fato de aceitar a decisão - oras ela se demostra a mais nova George R. R. Martin, mata sem piedade, brincadeira


Autora: S. Santos
Ano: 2016
Páginas: 357
Wattpad: Disponível
Acompanha: Uma dose de Tequila


Sinopse:  Simone Andrade sempre foi uma jovem sonhadora, mesmo tendo uma relação conturbada com a mãe, que a agredia física e verbalmente. O desejo de libertar-se dos maus-tratos sofridos em casa, faz com que ela abandone a família e os amigos, partindo para longe, quando ainda tinha apenas dezesseis anos. Depois de muitos anos, graças a uma excelente oportunidade de trabalho em uma renomada produtora, ela retorna, mas sem imaginar os problemas que enfrentaria ao reencontrar alguns de seus velhos conhecidos, entre os quais o seu primeiro namorado e um amor ainda mais antigo. Assediada por seu ex-namorado e pelo seu amor de adolescência, ela tenta de todas as formas deixá-los distantes, embora precise lutar consigo mesma para conseguir isso. Simone sabe que se envolver com qualquer um desses homens que marcaram o seu passado, fariam sofrer muitas outras pessoas inocentes, além de prejudicar a promessa de um novo e verdadeiro amor que insiste em surgir em sua vida. O Despertar dos Sentidos é uma estória cheia de intrigas, segredos e traições, que vão de paixões até assassinatos, mas que é também regada com muita música eletrônica e rock n' roll, da década de 90 e dos anos 2000.


Comentário:

Quando você não espera coisa boa do Wattpad, eis que surge trabalhos maravilhosos, confeso que levei um tempo para ler por completo a história. Mas depois do compromisso que eu tinha com autora, e também de muito perguntar no inbox, levei a leitura a sério, daí ... pá! Me encantei pelos personagens... "comi" o livro em poucas horas, e depois fiquei refletindo sobre o fim, mas veja que coisa boa ou não, a autora me disse que havia uma continuação disponível no Wattpad e que essa história irá render 3 (três) livros - ninguém merece, não sou fã de trilogias, mas nesse caso, bora acompanhar.

Já iniciei a leitura no segundo livro "O Novato" estou lendo com "olhar de esguelha", meu raciocínio não quer compreender o que os meus olhos estão a registrar... Sim, Julio morreu! 

Entretanto, eu recomendo a leitura. Só você lendo para saber como estou....

Obrigada S. Santos, pelo instigante e maravilhoso livro... sucesso sempre!


"Complicado e confuso de um jeito totalmente bizarro" - Cody/ Gayle Forman por Uiara Melo

   Interessante pensar como a frase da personagem Cody do livro "Eu estive aqui" de Gayle Forman possa ser desestruturada e estruturada ao mesmo tempo - pausa para um suspiro.

Autora: Gayle Forman
Páginas: 240
Ano: 2015
Editora: Arqueiro
Acompanha: Dr. Pepper (se achar no Brasil) ou uma 
boa dose Cuba Libre



   O livo começa quando Cody recebe a notícia de falecimento da sua melhor amiga.. Meg.. depois disso a trama se desenvolve na incansável busca de respontas plausíveis para o suicídio da Meg. Cody, tenta compreender o que não precisa ser compreendido, e percebe como as pessoas não conseguem ser boas por muito tempo. Ela vê que não basta estar ao lado de alguém 24 hrs por dia para acreditar que sabe tudo sobre ela - mentira! Ninguém sabe de ninguém 100 %, somos uma caixa de surpresa ambulante - uma especie de "Kinder Ovo".
    O mais interessante é como esses tipos de doenças, patologias, escolhas, estão sendo romanceadas de forma subliminar. Será um aviso do "além" para que possamos dar mais valor a vida e parar de vitimização e mesquinharias?
    Enfim, a personagem Cody, é magnifica e boca "suja" eu usarei de suas falas aqui, já que não posso escrever diretamente.. "-Vai se foder!" (pag198) o mundo, e não dê confiança para o que a sociedade fala de você, seja você mesmo sempre.
   A autora aborda muito visceral a questão da depressão e do suicídio. O suicídio é uma escolha que advém da depressão (nem sempre quem tem depressão que se auto "f*") então, isso gera muito cuidado e é meticuloso por demais. Às vezes, a pessoa que está ao seu lado pode estar em depressão e você "achar" que ela está fodásticamente bem - mentira!.
   As mensagens subliminares são ótimas desdo momento em que você consegue entender que o pingo do "i" é letra também. Não banque o otário, e tente interpretá-la também.

  "Encaixar a coragem em seu devido lugar".. Shakespere  - várias vezes sitado na obra. O quê você entende ao ler essa frase?

   Enfim, seja com o suicídio da Meg, ou com a eutanásia do Will e outras escolhas avessa a vida.. nunca vá pela cabeça do outro, seja sempre você mesmo, tente sempre fazer o melhor, e talvez o melhor, não seja tira a própria vida.

Obs.: os personagens são tão viciados em Dr. Pepper, que eu sonhei que estava no supermercado comprando uma lata também.

*imagem Google