sábado, 6 de fevereiro de 2016

Resenha livro U’yara, rainha amazona de Margarida Patriota

Olá vamos de resenha?

Resenha livro U’yara, rainha amazona – Margarida Patriota
Uiara Melo 06/02/2016



Hoje trago a história de U’yara – confesso que adquirir o livro por causa do nome ser igual a meu :)- uma menina indígena que passa por poucas e boas com a sua tia Murumu rainha provisória da Tribo Og. Tudo isso porque o lugar de rainha na tribo já é seu de fato, embora Murumu tentar de todas as maneiras – até humilhantes- tirar o reinado da princesa/rainha U’Yara a índia mais esperta que a tribo já teve.
A autora Margarida Patriota nos presentear com uma história de riqueza exemplar. A leitura é de nível médio, mas com um bom dicionário ao seu lado irá conseguir caminhar tranquilamente pelas aventuras de U’Yara juntamente com o seu melhor amigo Mandi.

“ Maltratar a herdeira nas solas dos pés faz Murumu salivar de gosto. ”
(trecho do livro, pág. 33)

Só daí dá para imaginar a tamanha maldade dessa tia tão egoísta. Isso porque é de certo, Murumu achar que submetendo a sobrinha a esses tipos de situações arriscadas, ela estaria lhe dando o polimento necessário para governar.
Outra passagem interessante da obra é quando a autora nos explica o porquê das atitudes de Murumu e do comportamento da U’yara diante dos pedidos excêntricos de sua tia. É uma aventura muito legal, e cheia de emoções. Recomendo esta obra que foi publicada pelo selo Saraiva 100 anos – Coleção Jabuti.

Livro: U’Yara, rainha amazona
Autora: Margarida Patriota
Ilustração: Juliana Bollini
Editora: Saraiva
Ano: 2015
Páginas: 141
SinopseLugar de mulher é na... Tribo Og. Isso mesmo! Porque lá os homens servem apenas para serviços como varrer, limpar e catar piolhos. É nesse lugar que nasce U’Yara, uma garota destemida cheia de ideias pioneiras e boas intenções que, para se tornar rainha, vai ter de engolir muito sapo – ou outro animal qualquer lá da Amazônia.  Haja ternura para lidar com os desmandos de Murumu’Xaua, com crenças imutáveis e ultrapassadas e planos terríveis para tirar-lhe o direito ao trono. U’Yara terá de aprender a lidar com o querer de um povo, a mudar tradições arraigadas demais em pensamentos acomodados e, principalmente, a equalizar diferenças promovendo a igualdade, porque, para isso, vale a pena ser a rainha amazona.

Muito amor e paz.


2 comentários:

  1. Sempre legal ter mais uma dica de livro! :)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim claro, e vou tentar trazer mais novidades além dos meus próprios livros. Bjs
      Uiara Melo

      Excluir