sábado, 22 de agosto de 2015

Aqui jaz um moço valente! Uiara Melo

Boa noite!!

Aqui jaz um moço valente
Novamente o medo batia à porta.
A morte o abraçara calorosamente.
O que será do moço?
Nas escuras vielas, ventos e folhas assobiavam.
Na penumbra da escuridão,
o vulto se aproximara.
O que será do moço?
O demônio se materializara,
era horripilante, sua amada chorara.
Lágrimas apagavam o sorriso de sua Clara.
O que será do moço?
Oh minha amada Clara,
foste tu a melhor metade de mim.
Serei eu eternamente grato pelo seu amor.
Me darei por ti.
A morte o abraçara.
Viverás meu amor, viverás pobre Clara.
Eis que não tivera jeito.
A morte e o demônio o desejaram.
Aqui jaz um moço valente que amava sua Clara.
Uiara Melo
Imagem: http://mfarlandtatuaggi.blogspot.com.br/

3 comentários:

  1. Nossa Uiara vc esta de parabéns, muito lindo seu poema, vc tem um grande talento.
    Estou seguindo seu blogg agora quero ver todas as novidades.😘

    ResponderExcluir
  2. Poxa, Uiara, parabéns!!! Vc tem muito talento. Amei o q vc escreveu acima. E estou amando o seu livro tbem! Estou lendo Zafhira... Quase terminando.... A estória é muito linda! Vc é muito talentosa! Vou seguir seu blog...

    ResponderExcluir
  3. Olá obrigada Biia e Cristina, muito obrigada mesmo pelo apoio. Voltem sempre.
    Beijocas.
    Uiara Melo

    ResponderExcluir