segunda-feira, 30 de março de 2015

Resenha Dançando Sobre cacos de vidro por Sammy Araújo

Livro: Dançando Sobre Cacos de Vidros
Autora: Ka Hancock
Editora: Arqueiro

Olá galerinha!! Hoje eu venho apresentar a vocês um livro muito especial para mim, que eu li essa semana e que realmente tem uma estória linda e incrível.
Se eu pudesse definir este livro em uma única palavra seria: SENSACIONAL.
Dançando Sobre Cacos de Vidros é o primeiro livro dessa autora, que reuniu no livro dois assuntos delicados: o transtorno bipolar e o câncer.
Ela conta a estória de Michael e Lucy, um casal que tinha muitos motivos para não ficarem juntos e um só para que isso acontecesse: o amor que os unia.
Michael sofre de transtorno bipolar, motivo que o leva a ter que fazer um tratamento contínuo e as vezes ser internado em uma clínica psiquiátrica.
Lucy carrega em seus genes a possibilidade de adquirir câncer ao longo de sua vida, já que sua mãe morreu desta mesma doença, e ela também precisa ser acompanhada frequentemente por uma médica. Duas pessoas com tantos problemas, mas que encontram um no outro a força e a vontade para permanecerem juntos. A vida deles não é fácil. Michael as vezes sofre crises terríveis que o leva a passar algumas semanas na clínica. Lucy tem o primeiro diagnóstico de câncer e precisa ser tratada. Como o próprio nome do livro diz, eles vivem dançando sobre cacos de vidros. O casamento deles é cheio de problemas, complicações, mas o amor deles sempre sobrevive a tudo e eles sempre encontram um jeito de recomeçar do zero. E não é assim mesmo que funciona na vida real? Quantos casais também não vivem dançando sobre cacos de vidros durante o longo de suas vidas, cheia de altos e baixos, mas sempre encontram uma maneira de estarem juntos, pois o amor é mais forte que tudo que possam passar. Após a crise que Michael tem, e Lucy ter se recuperado do câncer, eles decidem não terem filhos, pois nas condições em que vivem seria quase impossível criar uma criança. Não que essa criança não fosse ser amada, mas pelo histórico de internações de Michael e porque Lucy não queria ser transmissora dos seus genes doentes para um filho.
Mas como se controla o destino, não é mesmo?
Apesar de Lucy ter feito a cirurgia que a impediria de gerar um filho, ela engravida. No início os dois não sabem o que fazer, não acham que sejam capazes de criar uma criança. Mas logo depois eles aceitam esse pequeno milagre e começam a fazer planos da nova família que se inicia.
Mas o destino as vezes pode nos reservar mistérios que nós não entendemos na hora, mas que mudam toda nossa vida. Lucy fica doente outra vez, o câncer que uma vez a atingiu volta a surgir e desta vez mais agressivo do que antes. Lucy tem que optar entre esperar sua filha nascer e fazer o tratamento, ou abortar a criança e começar o tratamento logo, já que seu estado é grave. É aí que começa o drama desse casal, onde eles tem mais uma vez que superar os obstáculos da vida e provar o amor que um tem pelo outro. Não é fácil. Mas qual vida de casal que é? Você vai se encantar e se emocionar com o final do livro, um final surpreendente e marcante. Michael e Lucy é um casal que pode ser claramente visto na realidade, um casal lutador, apaixonado, que supera obstáculos, que são felizes, e que enfrentam dramas, mas que acima de tudo se amam. Se amam e isso os faz ficarem juntos para sempre.  É um livro que eu indicaria para qualquer casal, mas também para um solteiro. O livro é belíssimo, tem uma riqueza de detalhes tremenda, principalmente pela doença de Michael, já que a autora é psicóloga formada. Você vai rir e chorar, vai se emocionar e torcer também pelo amor de Michael e Lucy. 
Bem, queridos, essa foi a dica de hoje. Logo estou de volta trazendo mais uma dica maravilhosa à vocês!!
Dica de Dançando Sobre Cacos de Vidros: o amor verdadeiro sempre vence.
Beijinhuxxxx...

Fui!!!

domingo, 29 de março de 2015

Sessão de autógrafos livro Zafhira - Quando o Amor acontece Uiara Melo

Olá meus queridos!!

 Hoje venho compartilhar com vocês esse momento único em minha vida como escritora. Digo que foi maravilhoso e que agradeço a todos que estiveram presente.
 Abaixo algumas fotinhas e informo que estarei na Bienal do Rio 2015 se você quiserem me ajudar a chegar lá, tenho exemplares a venda você poderão adquirir através do depósito bancário (informações via email uiarameloautora@gmail.com) ou pelo PagSeguro na aba MEUS LIVROS.

 Beijocas!!

 



Livro Contos e Encantos da escritora Patty Freitas

   Olá, hoje venho indicar e apresentar o mais novo livro da Patty Freitas, na aba AUTORES você poderão encontrar mais informações a respeito dessa maravilhosa escritora.

   Dessa vez a Patty nos trás o seu outro lado como contista e poetisa nesse livro Contos e Encantos que está disponível no site da Perse.

Se deseja saber mais e adquirir um exemplar, clique na foto.

Até a próxima.

Uiara Melo.

terça-feira, 24 de março de 2015

Romantismo/ Romance/ Romântico

Ensaio para um Romance

por Uiara Melo

(imagem tirada da internet)

  Hoje eu quero escrever um pouco diferente, sair da rotina, sair do meu senso comum. Toda vez que eu leio o título do meu blogger "Ensaio para um romance", eu me pergunto: "Mas por que desse nome?", pois é, muitos devem se perguntar a mesma coisa. Será que realmente existe algum ensaio para um romance de fato? Poderíamos considerar a paquera, a conquista como tal? Entretanto, hoje nesse ciclo o qual vivo, não existe romance algum, "ando" meio que desacreditada dessas coisas. No máximo, romance somente em minhas histórias. Mas o que poderíamos considerar como romance? Seria um texto, uma vida exagerada de sentimentos viscerais como: amor, paixão, saudades, tristeza, felicidade assim como também, ações: abraços, beijos, afagos, sexos etc?
  O romance é herdeiro da epopeia (li no Wikipédia rsrsrs), espero não estar enganada, mas ele hoje é comparado, assimilado ao Romantismo. O que é ser romântico?
  Então penso eu, que para a vida real o romance não se faz ativo, presente? 

(imagem ilustrativa da internet)

  Se formos pesquisar referente as questões filosóficas do século passado, acharemos o movimento artístico, político e filosófico em XVIII que foi ao desencontro do racionalismo e ao iluminismo (é estou abordando fundamentos filosóficos e espero não estar equivocada). Romantismo é um movimento e ser romântico, é outra coisa, certo?
 Romantista é o espírito romântico que passa a designar toda uma visão de mundo centrada no indivíduo, sendo este um movimento estético, a arte do sonho e fantasia. Tudo acontece através da subjetividade do sujeito: na fé, no sonho, na paixão, na intuição, na saudade etc.
  E como eu citei acima, o que seria então ser romântico?
 Tempos atrás, eu diria que seria fácil ser um ou até mesmo encontrar um ao virar a esquina. Uma pessoa romântica de fato é difícil de se encontrar por aí (buá). , são aqueles seres iluminados que se expressam através de poesia, é apaixonado, e coloca "detalhes" românticos em tudo que escreve, vê, lê, fala, faz. É aquele ser que se comove com facilidade, sensível, ser nobre e lírico. É aquele individuo que vive isso 24 hrs por dia.
 O romântico, é a designação do Romantismo, então a pessoa que escreve um romance não necessariamente é romântico, ele pode possuir métodos de escrita para desenvolver a sua trama (história, novela, conto, livros, poesias etc). 
 O romantismos foi um movimento de exposição do ser como sujeito (subjetividade) no campo dos sentimentos: poetas, músicos, pintores, escritores etc. O ser romântico nasceu desse movimento do sujeito como tal. O romance é um gênero literário usado na literatura brasileira e portuguesa com os seus sub-gêneros: comédia, drama, épica, erótica, lírica, sátira, tragédia. Encontramos também como novela (muito usado no EUA), contos etc.
 Eu não sou uma pessoa romântica, o ambiente, a situação que me faz se romântica quando me sinto confortável em um lugar confiável (Freud pode explicar isso melhor do que eu). Escrevo romances não por que vivo eles em si, mas por que gosto da temática e da escrita literária (já disse que para escrever um romance não precisa ser romântico). 
  Existem controversas que ser sensível não quer dizer ser romântico, você está entendendo tudo isso? 
  Então concluo (ufa!!) que o meu titulo está mais voltado a literatura, ensaio, rascunho, texto, escritos para desenvolver um romance em papel.
 Não entendi por que escrevi tudo isso para concluir algo tão obvio, será? Quanto mais pesquiso, mais informações tenho, mais confusa fico. 

 Você é um ser romântico?

 Até mais, na próxima tentarei ser mais objetiva.

 See you!





sexta-feira, 20 de março de 2015

As voltas com a divulgação e venda do meu primeiro Romance

Olá boa noite tudo bem?

  Hoje venho postar aqui uma imagem de divulgação do meu livro Zafhira - Quando o amor acontece na Amazon.com.br. Nessas ultimas semanas, e meses tenho dedicado um bom tempo meu, a divulgação e venda de exemplares, trabalho de formiguinha. Sei que como nova nesse meio, tenho que aos poucos conquistar leitores para que possa futuramente ser um bom publico. Ninguém me disse que seria fácil, entretanto está sendo mais que difícil. É difícil conquistar a confiança das pessoas e passar a fazer parte de sua biblioteca pessoal. Hoje os leitores estão exigente e críticos sem limites, concordo que devam ser assim, para que possamos melhorar a escrita e o conteúdo também. Enfim, estou tendo um intensivo de disse e me disse. Aprendendo a cada dia, me estressando a cada minuto, criatividade nesse momento quase inexistente. Agradeço hoje pelas unidades vendidas e pelas a quais ainda irei vender. Agradeço também a todos os seguidores e os comentários aqui deixados.
  Vou ficando por aqui, em breve terei a minha sessão de autógrafos, se ocorrer tudo bem postarei aqui como foi.
  Curtem a minha fanpage no Facebook:https://www.facebook.com/pages/Uiara-Melo/356882551161848?ref=hl


domingo, 15 de março de 2015

Resenha - Garota Exemplar por ->Sammy Araújo

   Olá amorzinhos e amorinhas!!! Estou de volta!!! Quinze dias se passaram e eu voltei para nosso encontro especial. Hoje trazendo um super livro que virou filme. Mas, antes de começar a falar sobre esse livro/filme, eu queria compartilhar com vocês uma coisa. Pesquisando na internet sobre outros assuntos, olhem o que encontrei. 
   Geeeeeeeente...pára tuuuudo!! Qual o problema com meu nome afinal?!! (Isso já está passando dos limites. Está decidido, vou trocar de nome u_u )
***
   Enfim, brincadeiras à parte, vamos ao que realmente interessa. Hoje vou falar um pouco de um livro que com certeza vai mexer com seu intelecto. Garota Exemplar, da Gillian Flynn, lançado aqui no Brasil pela Intrínseca (não, não estou ganhando comissão para divulgar a Intrínseca, é que ano passado li muito livros dela, só isso hehehe ). Essa é a capa do livro e do filme. 

    Como eu já tinha lido o livro no ano passado, essa semana, decidi ver o filme para poder me decepcionar. E aí, veio a surpresa. Não me decepcionei. ( Uhhhhuuuullll *-* )

    Bom, o livro é narrado de forma intercalada por Nick e Amy, que são o casal principal do livro. Amy é filha de pais escritores (que máximo!!! *-*) e que escrevem sobre ela mesmo. Na verdade, eles escrevem sobre Amy Exemplar, que é como se fosse uma versão escrita e melhorada da filha. A Amy do livro é tudo que a Amy de verdade não é. (Por isso ela é a Amy Exemplar, óbvio!!!) Nick é um escritor com a carreira em decadência. Que logo depois vira proprietário, junto com a irmã gêmea, do Bar (Sim, o nome do bar é O Bar. Criativo não??). Então Amy e Nick se conhecem (fazem sexo), namoram (fazem sexo), noivam (fazem sexo), casam e fazem mais sexo. (Não, não é 50 Tons, eles só gostam de sexo mesmo!!!) E eles são um casal lindo e perfeito. Amy é a melhor esposa do mundo, não briga, não xinga, não impede o marido de fazer nada o que quer, é compreensiva, amiga, bem humorada, assiste jogo, bebe cerveja, e faz o melhor sexo do mundo. ( Eu já disse que eles fazem sexo??? ) Sim, meninos, essa mulher existe, é a Amy. Nick é um bom marido, mas deixa a desejar, começa a sair muito, não é mais o cara legal do início, deixa de ser amoroso, agride Amy e o pior, passa a ter um caso com uma jovem de 20 anos. ( Meu Deus!!! Pobre Amy!! :/ ) Até que Nick chega em casa um dia, encontra a casa toda revirada e Amy desaparecida. E a polícia começa a investigá-lo como suspeito de um assassinato. E tudo que começa a vir a tona realmente incrimina Nick. ( Só pode ter sido ele. Ele é um pilantra mesmo. rum... ) Além de todas as provas apresentadas contra ele, Nick também começa a agir de forma completamente estranha ( quem é que tira foto rindo quando sua esposa está desaparecida?? ).
    Será mesmo que Amy é uma esposa exemplar? Será que Nick realmente matou sua amada e querida esposa? Ou será que você que está interpretando tudo errado?
    Eu já li muitos livros de autores excelentes, mas Gillian Flynn tem o poder de mexer com seu psicológico. Ela te faz acreditar no que ela quer, brinca com você o tempo todo e você acaba fazendo exatamente o que ela quer. Posso dizer que poucos autores tem o talento que essa grande escritora tem. E o filme não deixa nada a desejar. Não posso dizer que é uma cópia fiel do livro, mas está tudo lá. Se você já teve um relacionamento conturbado, leia esse livro, se você não teve, leia também. Desafie seu cérebro. Gillian Flynn nos desafia a pensar.
    Fiz uma lista de pessoas que não devem ler esse livro ou ver o filme:
*psicopatas
*mulheres infelizes com seu casamento
*pessoas que os pais escreveram sobre sua infância
*ex namorados ciumentos
*pessoas com aversão a sangue (juro, que é o filme que mais vi sangue em toda minha vida u_u )
*pessoas que não praticam sexo a algum tempo
    Se você não se enquadra em nenhuma dessas alternativas, leia e veja o filme. Você vai ser envolvido pelo mundo da Amy Exemplar.
    Cena mais estranha do filme: polícia local, faz mais perguntas do que o FBI. Se acontecer algo com você nos EUA, lembre se de nunca pedir ajuda ao FBI. u_u
    E é isso galera, se você chegou até aqui, não deixe de fazer um comentário sobre esse post. Agradeço a todos pela participação e carinho. Volto daqui a quinze dias. Estejam aí, porque eu estarei aqui.
Beijoooooooxxxxxxxxxx
Dica de Garota Exemplar: O casamento mata.
Fui!!!
XoXo




quinta-feira, 5 de março de 2015

Resenha do livro SILO por Sammy Araújo .

Pessoas hoje tem resenha da nossa colunista Sammy Araújo.



     Olá amores e amoras!!! Amorecas e amorecos!!! Estou de volta!!! ( Já se passaram quinze dias?? :0 )Enfim, estou aqui hoje não para sortear a megasena ( aaahhhhh.... Emoticon unsure ), mas para escrever sobre um livro mega, hiper, ultra, power bom que eu li essa semana. ( Na verdade eu li em três dias, mas tá valendo).
    O nome dele é Silo do autor Hugh Howey. É um livro lançado pela editora intrínseca no ano passado e aborda temas de suspense, drama, mistério e um pouco de romance. Bom, eu não poderia começar a falar deste livro sem antes mencionar uma coisa, eu não sabia o que era um silo. Sim, eu sei que vai ter muita gente aí rindo de mim ( não ria u_u), mas é verdade, então como boa leitora que sou, resolvi pesquisar. Um silo é, nada mais nada mesmo que um lugar onde são armazenadas sementes em uma fazenda. ( Eu nunca estive em uma fazenda de grande porte para ter visto um silo de perto, mas... Eu olhei imagens na internet :D) E se você tem a mesma dúvida que eu, coloque no google ( pai dos que não sabem muito ) a palavra silo, e você também saberá o que é um. Emoticon grin Emoticon grin 
Enfim, pulando essa parte de pura curiosidade ( burrice ) minha, vamos a resenha. O livro começa bem embolado, e você pensa: - Diacho, já morreu gente e eu nem sei do que o livro fala ainda... ( Não se preocupe, ainda irão morrer mais pessoas ^^ ). O início dele pode dar uma desanimada mesmo, eu mesmo desanimei, mas garanto a vocês que depois que passarem da introdução vão encontrar capítulos e mais capítulos que vão te deixar super envolvidos e que irão te prender até o fim. Nossa heroína nessa historia é Juliette ( Julles ), ela que vai nos guiar pelo mundo do silo. Basicamente a historia é, existe esse silo que você no início não sabe porque existe, por quem foi construído e porque todas essas pessoas vivem dentro dele...Você só sabe que o ar do lado de fora é totalmente tóxico e mata uma pessoa em segundos. (Louco, não?), e nesse Silo existe algumas regras, uma delas é nunca querer, ou sequer pensar em sair de dentro dele. Esse silo tem como se fosse uns tipos de "janelas", digamos assim, e essas "janelas" precisam ser limpas por fora, só que obviamente ninguém quer sair para limpar. Então, quando uma pessoa comete algum crime é condenada a fazer a "limpeza". O grande X está aí. Uma pessoa que está condenada a morte, que sabe que não vai mais poder viver, que pode ter sido acusada por um crime que não cometeu, vai para o lado de fora do silo e vai limpar as "janelas" para aqueles que estão do lado de dentro, que colocaram ela pra fora? Aí é que tá!! Todos os condenados dizem que não vão limpar as "janelas", juram, prometem, mas quando saem o que eles fazem? Eles limpam. Não importa o quanto digam que não vão limpar, todos sempre acabam limpando as "janelas". (Estranho, não?? Emoticon confused )
     Só que Julles chega para mudar tudo, inclusive as regras do silo e as regras da limpeza. Julles é posta para fora e ela não limpa a "janela". E é aí que tudo começa a ser revelado. Todas as mentiras começam a vir à tona. Porém, Julles descobre que a mentira era ruim, porém a verdade pode ser bem pior. E daí tudo começa a fazer sentido e o improvável pode acontecer. 
Eu não vou me estender muito, vou deixar vocês mesmo tirarem suas próprias conclusões. Se você gosta de um livro incrível, de tirar o fôlego e até mesmo o sono, esse é o livro certo para você. Silo com certeza merece ser lembrado como um dos melhores livros lançados pela intrínseca no ano passado. 
    Bom, galerinha é isso aí, espero que tenham gostado... Não é o fim... Daqui a 15 dias volto com mais para vocês... Estejam aí, ok?? 
    Muitos beijos para vocês XoXo
    Dica de Silo: Nada é o que parece ser Emoticon wink
    Até a próxima.
    Fui!!!!