sexta-feira, 31 de outubro de 2014

Feliz dia das Bruxas!!

(imagem da internet)

Doces ou travessuras?

quarta-feira, 29 de outubro de 2014

domingo, 19 de outubro de 2014

Usando os Por que/ Por quê/ Porque e Porquê

Olá hoje iremos as regras básicas.

Por que
O por que tem dois empregos diferenciados:
Quando for a junção da preposição por + pronome interrogativo ou indefinido que, possuirá o significado de “por qual razão” ou “por qual motivo”:
Exemplos: Por que você não vai ao cinema? (por qual razão)
Não sei por que não quero ir. (por qual motivo)
Quando for a junção da preposição por + pronome relativo que, possuirá o significado de “pelo qual” e poderá ter as flexões: pela qual, pelos quais, pelas quais.
Exemplo: Sei bem por que motivo permaneci neste lugar. (pelo qual)

Por quê
Quando vier antes de um ponto, seja final, interrogativo, exclamação, o por quê deverá vir acentuado e continuará com o significado de “por qual motivo”, “por qual razão”.
Exemplos: Vocês não comeram tudo? Por quê?
Andar cinco quilômetros, por quê? Vamos de carro.

Porque
É conjunção causal ou explicativa, com valor aproximado de “pois”, “uma vez que”, “para que”.
Exemplos: Não fui ao cinema porque tenho que estudar para a prova. (pois)
Não vá fazer intrigas porque prejudicará você mesmo. (uma vez que)

Porquê
É substantivo e tem significado de “o motivo”, “a razão”. Vem acompanhado de artigo, pronome, adjetivo ou numeral.
Exemplos: O porquê de não estar conversando é porque quero estar concentrada. (motivo)
Diga-me um porquê para não fazer o que devo. (uma razão)

Site: http://www.brasilescola.com/gramatica/por-que.htm (Sabrina Vilarinho)

terça-feira, 14 de outubro de 2014

Feliz dia do Professor (a)!

Parabéns para todos nós, mesmo com as pedras no meio do caminho, não desistimos nunca.

sábado, 11 de outubro de 2014

Bloqueio criativo.



          Cada saquinho desse contém uma história, 3 já finalizadas e 3 em andamento... e a minha cabeça anda assim quando não estou as voltas com as questões profissionais. Pena que não enriquece o bolso, só a alma.

Vamos falar de bloqueio criativo?

       Essa loucura que nos bate, sem porquê e sem motivo. Pensamos, pensamo e nada acontece. Três linhas de reticências não são suficientes para que algo de bom surja em um passe de mágica, não é verdade? Dizem até que isso acontece quando alguns indivíduos não possuem o dom para tal, será? 

       Então vamos as algumas dicas para superar esse monstro. No link abaixo contém uma matéria muito boa (muito boa mesmo) a respeito do assunto. 
O site é A Arte das Palavras
http://artedaspalavras.wordpress.com/2012/09/07/entendendo-o-bloqueio-criativo/

Máquina caprichosa é o cérebro humano. Ele começa a trabalhar quando a gente dorme e para de funcionar quando a gente trabalha.
Robert Frost.

quarta-feira, 8 de outubro de 2014

Fragmentos dos meus livros





Link do meu grupo no Facebook: https://www.facebook.com/groups/zafhira/

Dia 12 de Outubro



Ser Criança
(Livro: As várias fases de um amor -Uiara Melo)

Criança onde mora a inocência da vida
onde tudo que é cruel, se faz fantasia.
Sonhos sempre vivos e brilhantes.
Desejos confusos.
O que hoje sorrir amanhã fará chorar.
A beleza se faz presente.
Numa caixa de surpresa encontrará a velhice,
que lhe fará sonhar que a vida é mais simples e bonita,
no coração de quem lhe aceitará.
Feliz e inocente cada dia uma surpresa, 
que faz nascer no coração de uma criança,
a bondade e a pureza.

Brincar
(Livro: As várias fases de um amor - Uiara Melo)

Brincar de ser feliz,
brincar de ser criança,
brincar de boneca,
num coração a esperança.
Brincar de sorrir, 
brincar de sonhar,
Brincar de acreditar que o mundo irá melhorar.
Brincar de que nada existe, neste lugar.
Só quero que me diga quando o mundo mudar,
para eu parar de brincar e acreditar que a vida, 
não é só brincar, mas sim sonhar.

terça-feira, 7 de outubro de 2014

Por onde andas os românticos?



         Dizem que estão perdidos por aí, porém fico na dúvida. É um disse que me disse, que fico cansada de tanto mimimi. E daí? 
       Oras veja só como tem tantos e mais tantos buscando, procurando por aí aquilo que talvez nunca ache. Está tão complicado quanto o valor de PI 3.14159265359. Vou andar de sapatos rosas para ver se encontro algum por aí.

segunda-feira, 6 de outubro de 2014

Fragmentos da Internet


E quanto mais o tempo passa, a tecnologia se evolui, mais ficamos longe desse "quem é verdadeiro". Os sinceros e justos estão se tornando raros. Você é uma pessoa verdadeira?