quinta-feira, 8 de outubro de 2009

Ler e prazer - Crônica de Rubem Alves

Comentário sobre a crônica de Rubem Alves “Ler e prazer”.

  Texto muito bom, as citações que ele faz de alguns poetas é interessante. Que por coincidência me faz refletir sobre a idéia defendida pelo Paulo Freire em seu livro “A Importância do ato de ler”, no qual a leitura deve se partir de um todo de uma leitura de mundo. Se for obrigatória como o Rubens Alves impôs aos adolescentes (no qual peca também o professor sem expectativa), é visível, e fatídico que eles não iriam se interessar pela leitura do livro proposto, ao invés de apreciarem um belo dia ensolarado na praia. Só que estrategicamente ele leu o livro para eles poupando-os de uma leitura maçante. Com isso possibilitando-os a uma nova perspectiva aquela história, pois esta, sendo contada e não lida o prazer era maior. Eles, porém, ficando apenas com um dever, o de imaginar. O prazer na leitura é a mágica do saber e da imaginação, tanto na criança quanto no adulto. Por,que sinceramente, ninguém gosta de ler obrigado, ler só por ler não se aprende só se decora (leitura alienada). Não devemos nos esquecer que esta leitura deverá ter conteúdo, algo que possa contribuir para o crescimento intelectual e social do indivíduo. Os educadores deviam por natureza despertar nos alunos esse habito pela leitura, mas a nossa sociedade ainda doente, não permite que este gomo da cultura chegue até os nossos alunos. É até engraçado estar comentando sobre este assunto  que inclusive só vim ter uma participação ativa  no meu estudo acadêmico, no qual ainda tenho algumas dificuldades em aderi-la a minha rotina, mas quando começo a ler um livro que o assunto me interessa, esta leitura me faz viajar sem sair do lugar. E para finalizar destaco dois atos importantes para o ser humano, LER e BRINCAR, não há coisas melhores.

Autor: URM.

Nenhum comentário:

Postar um comentário